36 perguntas com Adriano Vespa

Vem conhecer o mundo fantástico das obras lúdicas e carregadas de sentimento de Adriano Vespa. São 36 perguntas sobre ele, seu trabalho e sua visão do mundo para se conectar com as imagens que aquecem o coração criadas pelo artista.



Sobre o trabalho artístico


1.

Com qual nome você assina suas obras?

Adriano Vespa.


2.

Este é um nome artístico?

Mais ou menos.


3.

Se sim, de onde surgiu este nome?

Vespa é sobrenome por parte de Pai.


4.

O que te inspira?

Os meus sentimentos em relação ao cotidiano, às pessoas e à natureza.


5.

O que te move a fazer arte?

A liberdade de criar a partir de como eu sinto o mundo.


6.

Qual a característica do seu trabalho que mais te agrada?

Eu sempre busco movimento no meu trabalho. Atualmente é isso aliado ao modo como eu tenho usado as cores.


7.

O que te bloqueia criativamente?

Geralmente, quando eu estou bloqueado, é sobre algo que acontece comigo pessoalmente.

É um exercício diário manter a cabeça boa para criação. Quando isso não acontece, é importante manter a calma e dar o tempo certo pra tudo se acertar.

8.

Em que situação você é mais criativo?

Quando tenho liberdade total de criar dentro do meu estilo. Tudo flui mais fácil.


9.

Qual foi seu primeiro contato com a arte?

Na infância, através de quadrinho e livros infantis.


10.

O que você busca representar na sua arte?

O que eu sinto sobre a vida.


11.

Quando você se descobriu artista?

Não sei muito bem. Eu desenho desde pequeno, sempre gostei de ilustração e por isso acabei me formando em Design Gráfico. O trabalho autoral sempre acompanhou a vida de Designer, até o momento que ela passou a ser a minha profissão principal.


12.

O que o você de hoje diria para o você do momento dessa descoberta?

Fique confortável no seu estilo.


13.

Você é mais produtivo sozinho ou com companhia?

Sozinho.


14.

Como é sua rotina de trabalho?

Eu trabalho em casa desde 2013, então nunca é uma rotina muito certa. Depende sempre do projeto em questão.


15.

Qual sua ferramenta de trabalho favorita?

Tinta latex no muro, com certeza.





Sobre a artista


16.

Qual a sua ideia de felicidade?

Cabeça boa com o coração leve.


17.

Qual seu maior medo?

Não dar conta dos meu objetivos


18.

Qual talento você mais gostaria de ter?

Ser músico. Amo música mas sou um instrumentista bem ruim.


19.

Qual a sua característica mais marcante?

Acho que ser direto ao ponto, ser prático, revolvedor.


20.

Qual qualidade você mais admira em você?

Minha criatividade. Eu adoro o mundo que eu construo com a minha arte.


21.

Qual gíria ou expressão não sai da sua boca?

Ah, tá ligado né?!


22.

O que considera sua maior conquista?

Estar vivendo de arte.


23.

Qual o seu pertence mais estimado?

Meu cachorro conta como pertence? <3


24.

Qual seu prazer culposo*? (*Guilty pleasure: Um prazer culposo é uma mania ou um hobbie de que gostamos apesar de acharmos que outras pessoas vão achar estranho ou bobo.)

Atualmente é assistir vídeos de linha de produção no YouTube. Vocês já viram como é feito um garfo? É hipnótico!


25.

Qual livro ou filme impactou positivamente sua vida?

Livro é o Contos de Lugares Distantes de Shaun Tan e filme é De volta para o futuro.


26.

Qual superpoder você gostaria de ter?

Voar, com certeza.


27.

Em que ocasião você mente?

Quando extremamente necessário. Mas eu evito, mesmo porque eu minto muito mal.


28.

Qual é sua maior extravagância?

Cabelo manchado, parecendo um dálmata invertido. Mas essa extravagancia é ideia do universo, não minha.


29.

Qual sua ambição?

Viajar o mundo através da minha arte.




Sobre os outros


30.

Que virtude você considera superestimada?

Pessoas que seguem as regras cegamente. As vezes é preciso ir por outro caminho pra ter resultados interessantes.


31.

Que pessoa viva você mais admira?

São muitas pessoas, acho que não consigo responder.


32.

Com qual artista morto você gostaria de bater um papo?

Van Gogh, certeza.


33.

Com qual artista vivo você gostaria de bater um papo?

O próprio Shaun Tan.




Para finalizar


34.

Qual ensinamento você gostaria de passar para outros artistas?

Que tudo é mais simples do que a gente imagina. Confia no teu trabalho e segue. Não fique esperando e se cobrando de ter um "trabalho realmente bom", isso não existe. Você já tem um trabalho, apenas coloque ele no mundo e veja a magia acontecer.

35.

O que você aprendeu com outros artistas?

Muuuuita coisa. Pintar é só uma desculpa para conhecer gente, como diz meu amigo Ramon Sales. Acho que o mais valioso nessas trocas, além de técnica, é a conversa, a ideia, entender como os outros pensam seus mundos.


36.

O que você quer deixar de legado?

Mais perguntas que respostas.


Todas as obras usadas para retratar este post são de autoria de Adriano Vespa. Veja todas as obras do artista disponíveis na nossa loja online.