36 perguntas com Yumi Muranaka

Com obras carregadas com representatividade asiática e inspirações botânicas, Yumi responde 36 perguntas sobre ela, seu trabalho e sua visão do mundo. Vem conhecer mais sobre a artista para se conectar com as imagens nostálgicas criadas por ela.



Sobre o trabalho artístico


1.

Com qual nome você assina suas obras?

Yumi Muranaka.


2.

Este é um nome artístico?

Não, é meu nome mesmo! :)


3.

Se sim, de onde surgiu este nome?

-


4.

O que te inspira?

Flores me inspiram demais! Os seus significados e leveza. Sentimentos e emoções me inspiram muito também, principalmente a nostalgia.


5.

O que te move a fazer arte?

Acho que a arte é um meio de tangibilizar e concretizar sentimentos e emoções, sabe?

Sempre fui uma pessoa que não conseguia expressar direito o que sentia, e desenhar me ajudou a extravasar certos sentimentos. Isso me move muito, tanto para entrar em contato comigo mesma como para manter a minha voz ativa.


6.

Qual a característica do seu trabalho que mais te agrada?

Difícil! Acho que ter começado a desenhar mais pessoas que se assemelham a mim (fisicamente) é algo que me agrada muito. Também gosto das paletas de cores que uso atualmente!


7.

O que te bloqueia criativamente?

A pressão interna de ter que criar algo "belo" costuma me travar bastante. A auto cobrança intensiva é um dos fatores que me faz desenhar menos do que gostaria.


8.

Em que situação você é mais criativa?

Quando sinto algo muito bom no dia ou vejo algo que me deixou nostálgica. As vezes também quando estou só olhando referências e vejo algo bonito, fico já pensando como posso desenhar aquilo de uma maneira legal.


9.

Qual foi seu primeiro contato com a arte?

Minha mãe é formada em artes plásticas, então meu primeiro contato com desenhos e quadros foi com ela e minha tia. Lembro de ver alguns quadrinhos que elas pintaram na casa da minha avó e ficar encantada! Depois disso foi com desenhos animados mesmo.


10.

O que você busca representar na sua arte?

Costumo representar mulheres, em especial asiáticas. Por ser descendente de japoneses, sempre senti falta de ver alguém parecido comigo nessas representações gráficas (e, em geral, na mídia também).

Sinto que tenho muitas emoções que gostaria de representar, especialmente aquelas coisas boas que te fazem sentir nostalgia.


11.

Quando você se descobriu artista?

Acredito que ainda estou nesse processo meio nebuloso.

Por vezes é difícil me considerar artista pela cobrança que coloco sobre esse termo.

Mas se for para dizer algum momento, acho que uns 2 anos atrás, na pandemia mesmo.


12.

O que a você de hoje diria para a você do momento dessa descoberta?

Para não desanimar! Pode parecer muito difícil, mas o que você quer expressar pode e deve ser ouvido pelas pessoas ao seu redor.


13.

Você é mais produtivo sozinha ou com companhia?

Sozinha! Sou bem tímida, e tenho dificuldade em produzir na presença de outras pessoas... mas tenho trabalhado nisso!


14.

Como é sua rotina de trabalho?

Possuo um emprego fixo, das 8h às 18h. Costumo aproveitar a hora do almoço para desenhar e após o expediente também! Fico um tempo olhando referências no instagram e pinterest, para me sentir inspirada a criar.


15.

Qual sua ferramenta de trabalho favorita?

Minha tablet display maravilhosa da XP Pen!





Sobre a artista


16.

Qual a sua ideia de felicidade?

Acho que a felicidade está no cotidiano. Na comida gostosa que você come, nas risadas que você dá com alguém e no cheirinho de roupa limpa.

17.

Qual seu maior medo?

Meu maior medo é esquecer. Esquecer o que vivi, minhas experiências e o que acontece no dia a dia.


18.

Qual talento você mais gostaria de ter?

Queria MUITO saber cantar!


19.

Qual a sua característica mais marcante?

Acho que a minha teimosia... Sou muito cabeça dura!


20.

Qual qualidade você mais admira em você?

Coragem? Me sinto muito medrosa por vezes, mas quando olho no panorama geral (e converso na terapia), vejo que tenho bastante coragem!


21.

Qual gíria ou expressão não sai da sua boca?

"Vish" e "eita" hahaha palavras que só o português brasileiro me proporciona!


22.

O que considera sua maior conquista?

Acho que morar sozinha é uma conquista enorme!


23.

Qual o seu pertence mais estimado?

Minha casinha.


24.

Qual seu prazer culposo*? (*Guilty pleasure: Um prazer culposo é uma mania ou um hobbie de que gostamos apesar de acharmos que outras pessoas vão achar estranho ou bobo.)

AMO ver o canal Imanu Room no youtube que é uma japonesa fazendo marmitas incríveis e lindas. Se pudesse, ficaria o dia todo assistindo.


25.

Qual livro ou filme impactou positivamente sua vida?

Pode ser série? Se sim, diria Midnight Dinner. Se for um livro, acho que A vida secreta das árvores! No momento, estou lendo O livro do chá, de Okakura Kakuzō e estou adorando!


26.

Qual superpoder você gostaria de ter?

Queria ler a mente das pessoas... Por pior que possa ser.


27.

Em que ocasião você mente?

Principalmente quando não quero magoar alguém.


28.

Qual é sua maior extravagância?

Amo coisas de trabalho manual, então gasto com lãs, agulhas, oficinas...


29.

Qual sua ambição?

Quero ter uma lojinha, no futuro! Do que? Não sei... Tantas ideias.




Sobre os outros


30.

Que virtude você considera superestimada?

A paciência.


31.

Que pessoa viva você mais admira?

O meu pai. Apesar de tudo e da todas as nossas diferenças, devo tudo que sou a ele.


32.

Com qual artista morto você gostaria de bater um papo?

Nossa, com a Qing Han (@qinniart)!


33.

Com qual artista vivo você gostaria de bater um papo?

A Moniqe Pak (@monique.pak) ou Monge Han (@mongehan)! São tantos, difícil escolher.




Para finalizar


34.

Qual ensinamento você gostaria de passar para outros artistas?

Se deixar ser vulnerável através da arte vale a pena (apesar da minha dificuldade pessoal, também).


35.

O que você aprendeu com outros artistas?

Que arte é aquilo que nos inspira! Que ela pode representar nossas raízes, nossos amores e desamores.

36.

O que você quer deixar de legado?

Que a voz de todas as pessoas merece ser escutada, entendida e reverberada.


Todas as obras usadas para retratar este post são de autoria de Yumi Muranka. Veja todas as obras do artista disponíveis na nossa loja online.