• Galeria Calixto 36

O Nordeste que inspira

O trabalho do pernambucano Flávio Guimarães é influenciado pela cultura e pelas características naturais do Nordeste, presentes desde a infância nas suas viagens. O artista lista 5 inspirações que estão fortemente presentes no seu trabalho.



1. FAUNA


"Natural de Recife, sempre tive contato com os resquícios de mata atlântica da região, jardins botânicos, parques e áreas de proteção nativas. Como resultado, o fascínio pelas formas e representações animalescas sempre estiveram presentes nos meus trabalhos.

O hábito de acampar e ter contato com diversas espécies de animais, em especial os insetos e crustáceos, não tão frequentes na “capital”, foi o suficiente para adicionar uma grande bagagem referencial. A cultura local de capturar, preparar e comer “tanajura” (uma espécie de formiga alada) é um bom exemplo disso."


2. BOTÂNICA


"Talvez uma das coisas que mais me chame atenção nas minhas andanças, como referências para o meu trabalho, são as plantas. As texturas e pluralidades geradas dos encontros botânicos estão presentes em boa parte dos meios que me expresso. Desde a tatuagem aos lambes e cartazes de shows, há sempre um meio de fazer brotar uma folhagem ou enraizar a composição."



3. O ARMORIAL, A XILOGRAVURA E O CORDEL


"Os maiores expoentes da xilogravura pernambucana são Gilvan Samico e J. Borges. Esses dois nomes tiveram uma grande importância visual no Movimento Armorial, junto do saudoso Ariano Suassuna, povoando os cordéis e literaturas com animais fantásticos, personagens épicos e cenários impossíveis. Tais referências sempre tiveram no meu imaginário não só como artista, mas como designer, pois a importância editorial e gráfica do trabalho cordelista tem um peso muito grande na cultura pernambucana e nordestina e consequentemente nos trabalhos que desenvolvo."




4. MÚSICA


"A música nordestina sempre foi um cano de escape social para exemplificar as mazelas locais e as dores do povo, temas também frequentes nas ilustrações e gravuras que desenvolvo. Desde o forró, popularizado por Luiz Gonzaga, a psicodelia do UdiGrudi de Lula Cortes, Alceu Valença e companhia, a revolução sonora do Mangue Beat sempre serviram de referência. No Recife, a música permeia uma cena cultural muito forte no qual tive uma participação na produção de cartazes e flyers, capas de discos e produções gráficas, mesclando os meus conceitos com a musicalidade."



5. CULTURA E RELIGIOSIDADE AFRO


"Os simbolismos oriundos da tradição africana estão enraizados na cultura nordestina. Os terreiros, a musicalidade, tradições, superstições, comidas, expressões linguísticas e dialetos são tão comuns que são inseparáveis do que é formalidade. Nas cidades do interior pernambucano, paraibano e principalmente na Bahia é explícito essa vivência cultural. Na tatuagem desenvolvi séries de desenhos que referenciam os Orixás e a resistência do povo negro."




Flávio Guimarães espalha sua arte por cartazes, paredes, ambientes digitais, objetos e tatuagens. Natural de Pernambuco, o artista viaja pelo Nordeste, sempre que possível, em uma busca artística, procurando elementos gráficos nativos que possam enriquecer sua arte. Seus trabalhos são detalhados, com traços finos dotados de padrões, pontilhismo e geometrias.

Veja as obras de Flávio disponíveis para venda clicando aqui.


69 visualizações

Posts recentes

Ver tudo

GC36

SOBRE | ARTISTAS | BLOG36 | PARTICIPE

POLÍTICA DE TROCA E REEMBOLSO

POLÍTICAS DE PRIVACIDADE E TERMOS DE USO

FALE CONOSCO

galeriacalixto36@gmail.com

Acompanhe nossas novidades

e bastidores nas redes sociais

Cadastre-se para receber nossas notícias :)

  • Black Instagram Icon
  • Black Facebook Icon

Praça Benedito Calixto, 36 - Pinheiros, SP
CNPJ 34.708.280/0001-09